Faltou pouco para o Lajeadense…

Lajeado – O Lajeadense está fora da Supercopa Gaúcha. Na noite de ontem, no Estádio Alviazul, o time venceu o Cruzeiro de Porto Alegre por 2 a 1, em partida emocionante, mas deixou escapar a chance de disputar mais uma final. O time da Capital largou na frente com Vinícius, nos acréscimos da primeira etapa.

Nos minutos finais do duelo, o Alviazul virou o marcador para 2 a 1, com dois gols marcados por Ramon. Mas apesar da busca incessante, o terceiro tento não aconteceu e a vaga na decisão ficou para o Cruzeiro, que havia vencido o jogo de ida por 1 a 0.

O jogo

Durante grande parte do confronto, repetiu-se o panorama do jogo de ida, realizado em Gravataí. Apenas o Lajeadense atacava e buscava o gol. Tanto que o goleiro Caio Venâncio era um mero espectador. As oportunidades do Alviazul se acumulavam, mas o goleiro Anísio, em noite brilhante, conseguia manter o placar fechado.

Já nos acréscimos, na única oportunidade que criou, o Cruzeiro impôs o castigo ao Lajeadense. Aos 49 minutos, a bola foi colocada na área e Vinícius, de carrinho, fez 1 a 0. A situação, que já era difícil, se complicou ainda mais, que o Alviazul precisava de três gols para ficar com a vaga.

Mas o Lajeadense nem pensou em desistir. Voltou para a segunda etapa já com Ramon em campo. E seguiu acumulando chances. Em uma delas, teve cinco conclusões no mesmo lance, mas os chutes bateram nos adversários, no goleiro e a bola teimava em não entrar.

A entrega do time em campo contagiou a torcida, que seguiu acreditando. E com razão. Aos 33 minutos, finalmente, o paredão Anísio foi vencido. Após cobrança de escanteio, Ramon bateu forte, de meia virada e marcou um golaço. O empate era o combustível que faltava para a reação e aos 42 minutos, o artilheiro Ramon voltou a deixar sua marca. Posicionado pela esquerda, foi acionado e mandou a bomba. O chute ainda desviou na defensiva antes de ir para as redes.

Os minutos finais foram de pura loucura. De um lado, o Lajeadense focado apenas no ataque. Do outro, o Cruzeiro tentando manter o resultado que lhe servia. Apesar da pressão total, Anísio mostrou que a noite era sua. Com defesas espetaculares, conseguiu segurar o Alviazul e garantir a vaga na final para o seu time.
Despedida

O duelo diante do Cruzeiro foi o último de Luiz Carlos Winck no comando do Lajeadense. Depois de um ano e meio como treinador e cinco títulos conquistados, o profissional deve deixar o trabalho no Estádio Alviazul para comandar o Veranópolis. O anúncio oficial deverá ocorrer nos próximos dias, mas após a partida, a direção já admitia que está a procura de um substituto para o técnico mais vencedor da história do clube.

1

Crédito da notícia: O Informativo do Vale